segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

DICAS SOBRE HIV E AIDS

Hoje, o dia 1 de dezembro foi  escolhido internacionalmente para nos lembrar e conscientizar que precisamos nos proteger contra a aids/hiv.

Por isso eu reuni umas informações de saúde que na verdade são dicas e lembretes que vão ajudar no dia a dia das suas escolhas.

A pessoa com HIV não tem sintomas específicos, aliás, ela pode não ter sintoma nenhum.
Muita gente ao redor do mundo, algo em torno de 33 milhões, convive com o vírus do HIV.  E com tanta informação disponível, vocês não vão acreditar, mas, por dia, o número de novos diagnósticos de pessoas infectadas gira em torno de 7000. Ao dia! E esse número vem aumentando. Como???? Você me pergunta!

Sabe por quê  esse número enorme? Porque a gente sempre acha que não acontece com a gente.  Acreditamos que sabemos de tudo sobre o assunto. E pior ainda, tem gente pensando que a aids/hiv não mata mais ninguém. É um engano terrível.

As estatísticas ainda são ruins: 30% das pessoas com aids já chegam com a doença muito avançada quando vem fazer o diagnóstico.

O  HIV é um vírus. Ele destrói nosso sistema imune. A pessoa pode contrair o vírus e ficar transmitindo, sem ter sintoma nenhum, mesmo antes dele atacar o sistema imune dela. Por isso é importante fazer o teste. Quanto o HIV começa a destruir e enfraquecer as células de defesa, começa a se instalar a doença que se chama aids. Então ter hiv é uma coisa e ter aids é outra.

Podemos ter e não saber, então:

Como sei se tenho HIV?
Basta fazer um dos testes existentes para diagnosticar a doença. É grátis no SUS. O resultado é SEGURO e SIGILOSO. É realizado a partir da coleta de sangue. Os pacientes que tiverem o resultado positivo devem fazer acompanhamento médico.

Você sabia que 25% dos portadores do HIV hoje, não sabem que estão contaminados. E o pior disso é que eles estão por aí transmitindo. É muito importante irmos atrás de fazer esse teste. O preconceito e o desgaste emocional que cercam esse diagnóstico afastam as pessoas de terem uma busca ativa pelo teste, por medo. Essa é a maior barreira que encontramos hoje para oferecer um tratamento adequado a população.

Esses números alarmantes são para nos alertar de:
Como se pega o HIV
Como o HIV, está presente no sangue, sêmen, secreção vaginal e leite materno, o vírus pode ser transmitido de várias formas:

• Sexo sem camisinha (oral, vaginal ou anal); E não importa se o parceiro é conhecido ou não. Lembre-se que muitas vezes o próprio portador nem imagina que possa estar contaminado.
Atenção para o comportamento de risco  30% dos jovens hoje admitem não usar nunca ou quase nunca camisinha.
• Compartilhando agulhas e seringas contaminadas;
• Da mãe infectada para o bebê durante a gravidez, na hora do parto e/ou amamentação;
• Transfusão de sangue contaminado com o HIV;
• Instrumentos que furam ou cortam, não esterilizados.

Como NÃO se pega o HIV: picada de inseto, piscina, compartilhando copos, talheres, toalha e sabonete.

E o tratamento...
Hoje o modelo de tratamento que o Brasil instituiu é considerado pela Organização Mundial de Saúde como referência para o mundo.
A pessoa fica em acompanhamento médico, fazendo exames periódicos e só de o HIV começar a se manifestar ela será orientada a começar a usar medicações que são os antirretrovirais. Que vão manter o HIV sob controle o maior tempos possível, porque diminui a multiplicação do vírus no corpo e assim melhora a defesa novamente e se restaura a qualidade de vida e bem estar.

Só tem um problema: o vírus fica resistente ao medicamento se a pessoa começa a esquecer de tomar as medicações ou se abandona o tratamento. Aí as opções diminuem.

Aderindo ao tratamento, com acompanhamento médico periódico e mantendo hábitos de vida equilibrados, como uma alimentação saudável e a prática de atividades físicas, a pessoa infectada vai levar uma vida afetiva e social comum.


Vamos usar esse dia para refletir uma atitude ativa em prol da nossa saúde, afastando comportamentos destrutíveis e combatendo o preconceito.

domingo, 20 de julho de 2014

Mudança de endereço

Estamos em recesso e com mudança de endereço para sede própria. A expectativa de retorno de atendimento já na nova sala é segunda quinzena de agosto. O telefone será o mesmo, mas por enquanto está desligado devido a mudança.
O novo endereço será Av E, n°1470, Q B29A, sala 910, Ed JK, Jardim Goiás, Goiânia. CEP 74810-030
Telefone 62- 40162742

Tarde de Autógrafos: Aguardo vocês


quinta-feira, 5 de junho de 2014

Agora é Oficial

Caros leitores o meu livro já está a venda nas livrarias e pelo site http://www.zapbook.com.br/shop/segredos-de-mulher
Faremos vários lançamentos pelas capitais. Eu aguardo vocês!!! Leiam e comentem. Cada opinião é muito importante!
Segredos de Mulher
Uma conversa franca com a ginecologista
Release para imprensa

Qual a chance de um cidadão comum saber o que se passa numa consulta médica de uma mulher com sua ginecologista?
Agora isso já é possível.
Ficou curioso? O improvável aconteceu!
Está sendo lançado pela editora ZapBook o livro Segredos de Mulher, de autoria de Maria Luiza Campos, que além de escritora e palestrante, é médica ginecologista.
O livro retrata o dia a dia de um consultório de ginecologia , mas também vai muito além disso: aborda temas polêmicos e preconceitos, desvenda mitos e revela informações úteis sobre assuntos variados e sérios do cotidiano, bem estar e saúde da mulher.
E o mais interessante é que a voz da mulher está presente. É a mulher falando de problemas femininos para a mulher e para quem quiser saber mais sobre elas.
Adolescência, sexo, medos, menopausa, gravidez, mioma, osteoporose, infecções, endometriose, relacionamentos, tudo isso numa linguagem simples, em forma de confidências, para conseguir a proeza de colocar o leitor dentro do livro.
A cada texto, os diálogos te identificam com a personagem fictícia da cliente sendo consultada, pois são retratados problemas reais.
O leitor penetra no inusitado mundo feminino e pode entender quais são as dúvidas e anseios dessas mulheres.
Textos sobre assuntos de ciência e saúde que visam orientar para melhoria na qualidade de vida das mulheres, são frutos de anos de pesquisa sobre os temas mais relevantes do universo feminino, e deram origem ao blog de saúde da autora.
O livro completa esta proposta de levar educação em saúde para todos.
A cada capítulo nos deparamos com personalidades diferentes e opiniões singulares.
A idéia de fazer estes textos se transformarem em diálogos de consultas médicas colocando o leitor dentro da sala do consultório, como se ele mesmo fizesse as perguntas, fazem o texto envolvente e empolgante a cada página para que possa influenciar a vida dos leitores com dicas valiosas.

domingo, 11 de maio de 2014

sexta-feira, 21 de março de 2014

DHEA e Gravidez

http://guiadobebe.uol.com.br/novos-tratamentos-melhoram-a-fertilidade-da-mulher/